REN: Renomear arquivos (EX: ren exemplo exemploTop).

DIR: Lista o diretório atual.

CD : Entra no diretório. Exemplo cd user\lucas\Downloads

CD : Sem argumentos ele exibe o Caminho do diretório atual.

CD.. ou CD .. : Retorna um nível de diretório.

CD \ : Entra no diretório raiz da partição.

NET: Exibe as informções referente a rede, como compartilhamentos, usuários, computadores, grupos, arquivos entre outras.

TRACERT: Testa a conexão de rede com um host remoto e exibe o retorno desse teste, coom opções de IPV4, IPV6, saltos e outras.

DEL: Remove o conteúdo de um diretório.

RD: Remove um diretório que já esteja vázio.

TIME: O comando time permite acertar a hora e o comando date permite
corrigir a data.

BOOTCFG: Permite ver as configurações do seu menu de boot.

DEFRAG: Desfragmentador de disco.

DISKPART: Gerencia as partições de um disco.

DRIVERQUERY: Mostra a lista de drivers instalados no Windows e as
respectivas propriedades.

FSUTIL: O comando fsutil tem vários complementos que serão listados
digitando-o sem nenhum parâmetro. Digite fsutil fsingo drives e terá a
lista dos drives no seu micro.

GEPRESULT: Este comando mostrará configurações de usuários e de
diretivas de grupos.

RECOVER: Permite a recuperação de arquivos em disco danificado.

REG: Comando para exportar chaves do registro, copiar, restaurar,
comparar, etc.

SCHTASKS: Para agendar, executar, alterar ou deletar tarefas numa
máquina local ou remota com Windows.

SFC: Comando que permite verificar arquivos de sistemas alterados de
forma indevida e recuperar os arquivos originais e oficiais da Microsoft, o
que nem sempre será recomendável. Por exemplo, o arquivo uxtheme.dll
modificado para permitir o uso de temas voltaria a ser substituído pelo
original.

SHUTDOWN: O comando shutdown permite desligar ou reiniciar o
computador de forma imediata ou agendada.

SYSTEMINFO: Fornece informações básicas sobre o sistema.

TASKLIST: Mostra a lista de processos sendo executados no Windows.

TASKKILL: Permite finalizar algum processo. O comando é quase sempre
usado com base nas informações fornecidas pelo tasklist. Por exemplo,
para finalizar o Messenger digite “taskkill /PID 1680”. A identificação doPID de cada processo sendo executado você ficará sabendo com o comando
tasklist.

ASSOC: Exibe ou modifica associações de extensões de arquivo.

AT: Agenda comandos e programas para serem executados em um
computador.

ATTRIB: Exibe ou altera atributos de arquivos.

BOOTCFG: Mostra o boot.ini no prompt de comando.

BREAK: Define ou limpa a verificação estendida CTRL+C.

CACLS: Exibe ou modifica listas de controle de acesso (ACLs) de arquivos.

CALL: Chama um programa em lotes a partir de outro.

CHCP: Exibe ou define o número da página de código ativa.

CHKDSK: Verifica um disco e exibe um relatório de status.

CHKNTFS: Exibe ou modifica a verificação do disco na inicialização.

CLS: Limpa a tela.

CMD: Abre uma outra janela de prompt.

COLOR: Define as cores padrão de primeiro plano e do plano de fundo do
console.

COMP: Compara o conteúdo de dois arquivos ou grupos de arquivos.

COMPACT: Exibe ou altera a compactação de arquivos.

CONVERT: Converte volumes FAT em NTFS.

COPY: Copia um ou mais arquivos para outro local.

DATE: Mostra a data atual e permite alterá-la.

DISKCOMP: Compara o conteúdo de dois discos removíveis.

DISKCOPY: Copia o conteúdo de um disco removível para outro.

DISKPART: Faz particionamento de disco

DOSKEY: Edita linhas de comando, volta a chamar comandos do Windows e cria macros.

ECHO: Exibe mensagens ou ativa ou desativa o eco de comandos.

ENDLOCAL: Encerra a localização de alterações de ambiente em um arquivo em lotes.

EXIT: Sai do programa CMD.EXE (interpretador de comandos).
FC:Compara dois arquivos ou grupos de arquivos e exibe as diferenças entre eles.

FIND: Procura uma sequência de texto em um arquivo ou arquivos.

FINDSTR: Procura sequências de texto em arquivos.

FOR: Executa um determinado comando para cada arquivo em um grupo de arquivos.

FORMAT: Formata um disco rígido ou disquete.

FTYPE: Exibe ou modifica os tipos de arquivo utilizados em associações de
extensões de arquivos.

GOTO: Direciona o interpretador de comandos do Windows para uma linha
identificada em um programa em lotes.

GRAFTABL: Permite que o Windows exiba um conjunto de caracteres
estendidos em modo gráfico.

HELP: Fornece informações de ajuda sobre comandos do Windows.

HOSTNAME: Dá o nome do host.

IF: Realiza processamento condicional em arquivos em lotes.

IPCONFIG: Mostra detalhes das configurações de IP.

LABEL: Cria, altera ou exclui o rótulo de volume de um disco.

MODE: Configura um dispositivo do sistema.

MORE: Exibe a saída fazendo pausa a cada tela.

MOVE: Move um ou mais arquivos de uma pasta para outra pasta.

PAGEFILECONFIG: Configura memória virtual.

PATH: Exibe ou define um caminho de pesquisa para arquivos executáveis.

PAUSE: Suspende o processamento de um arquivo em lotes e exibe uma
mensagem.

PING: Checa sua conexão de rede disponível

POPD: Restaura o valor anterior da pasta atual salva por PUSHD.

PRINT: Imprime um arquivo de texto.

PROMPT: Altera o prompt de comando do Windows.

PUSHD: Salva a pasta atual e, em seguida, altera a mesma.

REM: Grava comentários (observações) em arquivos em lotes.

REPLACE: Substitui arquivos.

ROUT: Mostra detalhes do parâmetro da interface de rede

SCHTASKS: Agenda e executa algum processo

SET: Exibe, define ou remove variáveis de ambiente do Windows.

SETLOCAL: Inicia a localização de alterações de ambiente em um arquivo
em lotes.

SHIFT: Altera a posição dos parâmetros substituíveis em um arquivo em
lotes.

SORT: Classifica a entrada.

START: Inicia uma janela separada para executar um programa ou
comando especificado.

SUBST: Associa um caminho a uma letra de unidade.

TITLE: Define o título da janela para uma sessão do CMD.EXE.

TREE: Exibe graficamente a estrutura de pastas de uma unidade ou
caminho.

TYPE: Exibe o conteúdo de um arquivo de texto. Para ver o texto que tem no arquivo receita, digite: type receita.txt

VER: Mostra a versão do Windows.

VERIFY: Faz com que o Windows verifique se os arquivos estão gravados
corretamente em um disco.

VOL: Exibe um rótulo e número de série de volume de disco.

XCOPY: Copia diretórios com seus subdiretórios.

O prompt de comando fornece atalhos do teclado para facilitar a vida do usuário, alguns deles são:


Seta para cima : Recorde o comando anterior que você digitou. Pressione a tecla repetidamente para percorrer o histórico de comandos.
● Seta para baixo : Recupere o próximo comando digitado. Pressione a tecla repetidamente para percorrer o histórico de comandos.
Page Up : Recupere o primeiro comando executado na sessão atual do
Prompt de Comandos.
Page Down : Recupere o comando mais recente executado em a sessão
atual do Prompt de Comando.
Esc : Limpe a linha de comando.
F7 : Visualize seu histórico de comandos como uma sobreposição. Use as
teclas de seta para cima e para baixo para selecionar um comando e
executá-lo. Pressione Esc para fechar a sobreposição sem executar um
comando.
F8 : Procure em seu histórico de comandos um comando que corresponda
ao texto na linha de comando atual. Então, se você quisesse procurar um
comando que começasse com “p”, você digitaria “p” na linha de comando
e, em seguida, tocaria repetidamente em F8 para percorrer os comandos
em seu histórico que começam com “p”.
F9 : Recupera um comando do seu histórico de comandos especificando seu número no buffer do histórico. Esses números são exibidos na janela de
sobreposição F7 e começam em 0. Portanto, se você quiser executar
rapidamente o primeiro comando executado na sessão atual, pressione
“F9”, digite “0” e pressione “Entrar”. O comando apareceria preenchido
no prompt e você poderia pressionar “Enter” novamente para executá-lo.

By Lucas Rodrigues Monteiro

Bacharel em Sistemas da Informação, Certificado MCTS 70-680 / MOS, Trabalho como Administrador de Redes, Firewall e Servidores Windows e Linux! Minhas atividades favoritas são: Caminhar, Fazer Trilhas, Natureza, Insetos e claro ler sobre Tecnologia.

Deixe uma resposta

Translate »