O que é o LAMP?

LAMP é uma combinação de softwares de código aberto. Seu nome é um acrônimo reunindo as iniciais de seus quatro componentes base: Linux, Apache, MySQL e PHP. Trata-se de uma das primeiras plataformas de software de código aberto para a rede e continua sendo uma das maneiras mais comuns de fornecer aplicações web.

Linux: sistema operacional
Linux é um sistema operacional (OS) livre e de código aberto, que existe desde meados da década de 1990. Hoje, ele tem uma extensa base de usuários em todo o mundo.

Apache: servidor web
O servidor web Apache processa solicitações e serve os ativos web via HTTP para que a aplicação seja acessível a qualquer pessoa de domínio público, por meio de uma simples URL. Desenvolvido e mantido por uma comunidade aberta, é um servidor maduro e rico em recursos, que roda uma grande parte dos sites, atualmente, na Internet.

MySQL: banco de dados
O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional de código aberto para armazenamento de dados de aplicações. Com MySQL, você pode armazenar todas as suas informações em um formato que é facilmente consultado com a linguagem SQL.

PHP: linguagem de programação
A linguagem de script de código aberto PHP funciona com o Apache para ajudar a criar páginas web dinâmicas. Você não pode usar HTML para realizar processos dinâmicos, tais como extrair dados de um banco de dados. Para fornecer esse tipo de funcionalidade, basta inserir o código PHP nas partes de uma página que você deseja que seja dinâmica e é ai que entra o PHP.

Agora vamos a instalação dessa equipe toda.
Temos como base que você já realizou a instalação do Linux, no nosso caso usamos a versão 20.04.3 LTS do Ubuntu.

1 – Faça a instalação do Apache

Para instalar o servidor web Apache e outros componentes necessários, vá até o diretório e use o seguinte comando:

sudo apt-get update
sudo apt-get install apache2

Depois, habilite o serviço httpd (Apache2) para que ele abra após a reinicialização:

sudo systemctl enable apache2.service

2 – Instale o MySQL

O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dado de código aberto robusto e completo, que alimenta muitos dos sites mais movimentados do mundo com base em dados. O software está disponível em formato de pacote ou como código fonte. O seguinte comando instala o servidor MySQL, o cliente e as dependências:

$ sudo apt -y install mysql-server

Habilite e inicie o serviço do servidor MySQL:

sudo systemctl enable mysql.service

Termine, executando o script de configuração do MySQL:

Será perguntado sobre a força da senha que deseja configurar, se deseja apagar usuarios anonimos e desabilitar login remoto para o root.

Execute o seguinte comando para iniciar as configurações citadas:

sudo /usr/bin/mysql_secure_installation

3 – Instalação do PHP

Vamos adicionar o repositorio.

sudo add-apt-repository ppa:ondrej/php

Em seguida vamos atualizar o apt.

sudo apt update

Agora vamos a instalação do PHP finalmente, execute o comando:

sudo apt install php8.0 php8.0-intl php8.0-mysql php8.0-sqlite3 php8.0-gd

Vamos verificar se tudo ocorreu bem verificando a versão do PHP, digite:

php -v

Vamos testar.

Abra seu editor de texto favorito e crie um novo arquivo em /var/www/html, chamado info.php:

sudo vi /var/www/html/info.php

Digite o seguinte no arquivo info.php:

Salve e abra o navegador e coloque no endereço do seu servidor e no final coloque /info.php.

Ficando assim:

ip_do_servidor/info.php

No meu caso ficou assim: http://10.5.133.105/info.php

Vai aparecer uma página com todas as informações do PHP.

Concluímos a instalação de todos os itens.

Itens instalados:

Apache2
mysql 8.0.26
PHP 8.0.11

No Ubuntu 20.04.3 LTS

Lembrando que essa é a configuração base, muito ainda pode ser feito dentro dessa estrutura para melhorar não só a segurança, mas também a usuabilidade do usuário.

Obrigado pela leitura e qualquer coisa chama a gente lá no instagram: @lk_sistemas

Abraços e até a próxima

Deixe uma resposta

Translate »